Extremamente conhecido no século XIX, Victor Hugo é um nome que continua com a sua fama até os dias atuais. Afinal, mesmo que não tenha lido, você provavelmente já escutou falar de Les Misérables ou de Notre-Dame de Paris, duas das grandes obras clássicas mundiais.  Victor-Marie Hugo foi um romancista, poeta, dramaturgo, ensaísta, artista, estadista, ativista pelos direitos humanos francês e com grande atuação política em seu país. É autor de Les Misérables e de Notre-Dame de Paris, entre diversas outras obras clássicas de fama e prestígio mundial. Separei algumas curiosidades sobre este cânone da littérature française:

Luta Social

 

Victor Hugo era a favor dos mais pobres. Com a popularidade alta, foi eleito membro da Assembleia Nacional Francesa em 1848, defendendo assuntos como a educação gratuita e a abolição da pena de morte. Com o seu status de grande escritor, conseguiu chamar a atenção do público para questões sociais que também retratava em sua obra. Em Les Misérables, critica a condenação de Jean Valjean, protagonista do livro, apenas por roubar pão.

 

Exílio

 

A ilha de Guernsey serviu de exílio para o escritor por 15 anos. Victor Hugo teve que fugir da França após o Golpe de Estado de Louis Bonaparte em 1851. Esse período acabou fortificando a sua criatividade, tanto escreveu a obra prima Les Misérables. É possível fazer um passeio pela ilha, situada no Canal da Mancha. Lá você vai descobrir os pontos que inspiraram a obra e os cômodos onde o francês escreveu este romance histórico.

 

Técnicas literárias

 

Victor Hugo tinha uma técnica peculiar para manter o foco ao escrever: entrava nu em uma sala vazia, onde só tinham papel e caneta. Segundo o escritor, isso o forçava a prestar atenção em sua escrita. Não é por menos que escreveu mais de mil páginas do seu romance.

Santo 

 

Victor Hugo é venerado no oriente e está entre os santos da religião vietnamita Cao Dai, que mescla Budismo, Taoísmo, Confucionismo e Cristianismo. Os praticantes da religião afirmam que conseguiram se comunicar com o espírito do escritor, e foi assim que a devoção começou. Para materializar a fé, uma estátua do escritor foi construída no templo Cao Dai, na cidade de Tay Ninh.

 

Revolução no Teatro

 

Além das obras e das poesias que Hugo criou, ele também teorizou o gênero literário conhecido como Drama romântico, que também foi influenciado pelo teatro barroco de Shakespeare assim como os românticos alemães (Heinrich von Kleist e etc…). É válido lembrar que Victor Hugo foi líder do movimento romântico. Esse gênero literário é um teatro em grande parte histórico que mistura diferentes estilos, como por exemplo: o trágico e o patético, mas também o cômico e burlesco.

Amor

 

Casado durante 46 anos com Adele Foucher, Victor Hugo tinha várias relações extras. Durante o seu exílio em Guernsey, sua amante, Juliette Drouet, morou perto da mansão do escritor e escreveu nada menos que 22 mil cartas relatando o ciúme que sentia.

 

Victor Hugo no Brasil

 

Idolatrado por várias gerações de brasileiros atuais e antigos, Victor Hugo recebeu a visita de D. Pedro 2º em Paris e foi adorado por vários poetas como Gonçalves Dias, Castro Alves,  Machado de Assis, Raimundo Correia e Euclides da Cunha. Mais de cem brasileiros traduziram Hugo, inclusive D. Pedro 2º e Machado de Assis.

 

Quantas curiosidades sobre o escritor! E você já leu alguma obra do Victor Hugo? Escreva aqui nos comentários. Aproveite para me seguir no Instagram e Youtube para ficarem por dentro de vários conteúdos incríveis sobre a língua e literatura francesa!

 

Bisous!

Elisa.

Porte D’entrée

Passo1:

Não enviaremos SPAM. Ao clicar em CONTINUAR, você aceita os termos de uso.