As regiões da França têm características muito diversas, seja na gastronomia, costumes, clima e atividades turísticas, cada uma tem seu charme próprio. Como não poderia deixar de ser, isso acaba se refletindo também nas tradições de natalinas. Veja alguns exemplos:

 

Alsácia

 

A Alsácia é a região francesa onde as comemorações natalinas tem mais força. Foi lá que a tradição dos Marchés de Nöel nasceu. As celebrações começam um mês antes do natal e vão até o Dia de Reis. No dia 6 de dezembro, Saint Nicolas (santo que serviu de inspiração para o Papai Noel) distribui mexericas, pão de especiarias e doces às crianças.

 

Provence

 

No sul da França, na região da Provence a celebração do natal é uma viagem gastronômica. Na ceia são servidos 7 pratos, com receitas diferentes de família para família, mas sempre excluindo a carne vermelha. A comemoração não para e até o dia 27 de dezembro são servidas 13 sobremesas, número referência aos convidados da última ceia.

Borgonha


Na Borgonha, um personagem diferente é associado às festividades, o Père Janvier. Durante a década de 1930 ele ficou conhecido por distribuir presentes às crianças no dia 25 de dezembro. Ele foi um ancestral do Papai Noel, em uma época na qual a tradição natalina não estava tão consolidada. Nessa região, também é costume colocar toras de lenha acesas na porta de casa na véspera do natal.


Bretanha


Foi na Bretanha que nasceu a sobremesa natalina mais tradicional dos franceses, a bûche ne Nöel. A região é conhecida por sua origem céltica, com uma forte influência da mitologia pagã. Daí vem uma lenda de que quando batem os sinos da meia noite de natal, os menires (monumentos pré-históricos) saem do chão para se banharem em água benta. 


E como é o Natal na sua região? Escreva em francês nos comentários!


Bisous,


Elisa

Porte D’entrée

Passo1:

Não enviaremos SPAM. Ao clicar em CONTINUAR, você aceita os termos de uso.