Nós escutamos falar sobre Senegal em algum momento de nossas vidas. Seja numa conversa com os amigos sobre algum texto que leu na internet ou escutando algo no noticiário sobre o país. O problema é que, geralmente, são noticias picadas, cortadas e logo esquecidas pela mente.

 

Portanto, hoje, resolvi trazer para você um pouco mais sobre o Senegal. Assim como no texto que fiz sobre o Congo, acredito ser extremamente importante que trazer mais sobre outros países que falam francês – e que não estejam situados na Europa. 

 

Dessa forma, eu te pergunto: está pronto para conhecer um pouco mais sobre esse país?

Ex-Colônia Francesa

 

Assim como muitos outros países colonizados, Senegal é uma ex-colônia francesa. Em sua época de colônia, o país africano ficou sob o controle francês  até o ano de 1958. Mas foi apenas em 1960 que o país ficou independente e teve o seu primeiro presidente, o escrito, poeta e político Léopold Sédar Senghor.

 

É interessante lembrar que o Senegal foi a única colônia da França que teve seus cidadãos reconhecidos como cidadãos franceses.  Localizado na África Ocidental, Senegal faz fronteira com Oceano Atlântico, com a Mauritânia, com o Mali, com a Guiné e a Guiné-Bissau.

Idioma e grupos étnicos

 

Por se tratar de uma ex-colônia francesa, o idioma francês é uma das várias línguas no país, além de ser a língua usada para eventos oficiais. Um dos motivos que leva o Senegal a ter tantos idiomas é o fato de que o país é formado por uma enorme variedade de grupos étnicos. Por exemplo, os wolof, fulani, jola, mandingo, entre outros. Também existem habitantes que falam português mais ao sul do país.

Economia e Dakar

 

O país é uma das economias mais estáveis da África, além de ser um dos pontos turísticos mais atrativos para estrangeiros. O que não é difícil de compreender, afinal, Senegal é cheio de parques naturais com uma vegetação variada e com praias belas. Além disso, a cultura e os atrativos históricos costumam cativar a todos que viajam para lá. 

 

Dakar

 

Dakar é a capital de Senegal e também faz parte das cidades mais populosas junto com Pikini, Thiés Nones e Saint-Louis. A cidade foi fundada em 1857 pelos franceses, tornando-se um ponto de referência para o comércio com o Novo Mundo. 

 

Atualmente, é o ponto tradicional de viagem dos estrangeiros por ser uma cidade cosmopolita. Outro detalhe são as inúmeras opções culturais, gastronômicas e as inúmeras praias. Inclusive, em Dakar, um dos pontos principais de passagem é a Ilha de Gorée.

Cineastas e músicos

 

Senegal também é conhecido por sua vasta cultura e possui grandes nomes referenciados no mundo todo. Um bom exemplo é o cineasta Ousmane Sembène, que fez parte do que podemos chamar de Cinema Africano.

 

É válido lembrar que na época, 1960, Senegal estava adquirindo sua independência, portanto, a nova proposta de cinema por Sembène rejeitando os padrões europeus e de Hollywood influenciou muitos artistas e intelectuais africanos na época e ainda hoje.

 

Por ser um país famoso por seus festivais culturais como arte, jazz e dança contemporânea, conseguimos compreender o próximo exemplo de referência.

 

Dessa vez dentro da música, o músico Youssou N’Dour faz sucesso até hoje! Conhecido por introduzir o ritmo mbalax, uma mistura da música tradicional com a cubana. 

 

Gostou do conteúdo? Se sim, me diga: já conhecia essas curiosidades sobre o Senegal? Conte aqui nos comentários!

 

Quer ir além no aprendizado?

 

Me siga no Instagram YouTube para ficar por dentro de vários conteúdos incríveis sobre a língua, cultura e literatura francesa! Se quiser conhecer novas culturas, recomendo que descubra um pouco mais sobre Quebéc.

Porte D’entrée

Passo1:

Não enviaremos SPAM. Ao clicar em CONTINUAR, você aceita os termos de uso.