O queijo é um dos produtos que sempre ajudou a França ficar cada vez mais mundialmente conhecida. O país produz cerca cerca de 27 kilos por ano por habitante e a variedade é enorme sendo que muitos especialistas dizem que são mais de 1.200 tipos.

 

 

Os queijos franceses são agrupados em 8 grandes famílias (que tem a ver com a firmeza e a de umidade da massa): massa prensada cozida, massa prensada não cozida, massa persillée (queijos “azuis” tipo o rocquefort), massa mole com casca lavada, massa mole com casca fleurie (casca com “mofo” branco, tipo o camembert), queijos de cabra, queijos frescos e queijos derretidos (mistura de queijos com manteiga, creme, leite).

 

Quase todas as regiões francesas continentais produzem queijos e são a referência de onde foram produzidos.

 

Alsace

1) Munster ou Munster-Géromé:

Leite: vaca

Massa: mole com casca lavada

Gosto: de pronunciado a muito pronunciado.

Vinho: Riesling ou Gewustraminer

 

Aquitaine

2) Ossau-Iraty:

Leite: ovelha

Massa: prensada não cozida

Gosto: de pouco pronunciado a pronunciado.

Vinho: tintos estruturados ou brancos encorpados de sua região de origem; Jurançon, Madiran ou Irouléguy.

 

Auvergne

3) Bleu d’Auvergne:

Leite: vaca

Massa: mole “azul”

Gosto: de pouco pronunciado a pronunciado.

Vinho: tintos estruturados (Madiran, Gaillac, Cahors) mas também Borgonha e Côtes-du-Rhône. Vinhos brancos como doce Jurançon e Sauternes.

 

4) Cantal:

Leite: vaca

Massa: prensada não cozida

Gosto: de pronunciado a muito pronunciado.

Vinho: tintos frutados como Côtes d’Auvergne, Côtes-du-Rhône, Beaujolais ou mais carnudos como Corbières. Também são recomendados vinhos brancos frutados.

Basse-Normandie

 

5) Camembert de Normandie:

Leite: vaca

Massa: mole com casca fleurie

Gosto: de pouco pronunciado a pronunciado.

Vinho: tintos Beaujolais, Côtes-du-Rhône ou Touraine; alguns harmonizam com cidra.

 

Bourgogne

6) Brillat-Savarin:

Leite: vaca

Massa: mole com casca fleurie

Gosto: de pouco pronunciado a pronunciado.

Vinho: leves e frutados.

 

Bretagne

7) Trappe d’Echourgnac:

Leite: vaca

Massa: prensada não cozida

Gosto: de pouco pronunciado a pronunciado.

Centre – Pays de la Loire

 

8) Pouligny Saint-Pierre:

Leite: cabra

Massa: mole com casca fleurie

Gosto: de suave a pouco pronunciado.

Vinho: branco seco e frutado dos vales e encostas dos rios Cher e Loire (Rieuilly, Quincy, Menetou-Salon, Sancerre Sauvignon de Touraine ou Berry).

 

Champagne-Ardennes

9) Chaource:

Leite: vaca

Massa: mole com casca fleurie

Gosto: de suave a pouco pronunciado.

Vinho: vinhos regionais, rosés ou brancos. Na hora do aperitivo, com vinho do Porto ou champanhe.

 

Corse

10) Brocciu:

Leite: cabra ou ovelha

Massa: mole

Gosto: de fresco a suave.

 

Franche-Comté

11) Comté:

Leite: vaca

Massa: prensada cozida

Gosto: de pronunciado a muito pronunciado.

Vinho: tintos leves e brancos secos, incluindo champanhe.

12) Mont d’Or: 

Leite: vaca

Massa: prensada não cozida

Gosto: de suave a pouco pronunciado.

Vinho: vinhos brancos e tintos do Jura; brancos de Savoie e Jurançon (secos).


Haute-Normandie

13) Neufchâtel:

Leite: vaca

Massa: mole com casca fleurie

Gosto: de suave a pouco pronunciado.

Vinho: tintos frutados como os Côtes-du-Rhône ou Beaujolais.


14) Camembert de Normandie:

Leite: vaca

Massa: mole com casca fleurie

Gosto: de pouco pronunciado a pronunciado.

Vinho: tintos Beaujolais, Côtes-du-Rhône ou de Tourraine; alguns harmonizam com cidra.


Ile-de-France

15) Brie de Melun:

Leite: vaca

Massa: mole com casca fleurie

Gosto: de pouco pronunciado a pronunciado.

Vinho: Graves ou Chablis para os brancos e Gaillac para os tintos.


Languedoc-Roussillon

16) Pélardon:

Leite: cabra

Massa: mole com casca fleurie

Gosto: de suave a pouco pronunciado.

Vinho: vinhos AOC Languedoc, como Coteaux du Languedoc ou Faugères.


Lorraine

17) Brie de Meaux:

Leite: vaca

Massa: mole com casca fleurie

Gosto: de pouco pronunciado a pronunciado.

Vinho: vinhos tintos frutados como Borgonha ou fortes como o Bordeaux.


Midi-Pyrénées

18) Rocamadour:

Leite: cabra

Massa: mole com casca fleurie

Gosto: de suave a pouco pronunciado.

Vinho: vinhos da região de Cahors.


19) Roquefort:

Leite: ovelha

Massa: mole “azul”

Gosto: picante e forte.

Vinho: vinhos licorosos como Sauternes, Jurançon ou vinhos doces como Maury, Rivesaltes ou Porto.


Nord-Pas-de-Calais – Hauts-de-France

20) Mimolette:

Leite: vaca

Massa: prensada não cozida

Gosto: de pouco pronunciado a pronunciado.

Vinho: tinto leve da Borgonha ou branco frutado.


Picardie

21) Maroilles:

Leite: vacas das raças Flamande e Holstein.

Massa: mole com casca lavada

Gosto: de pronunciado a muito pronunciado.

Vinho: tinto estruturado como Lalande-de-Pomerol ou cidra da região.


Poitou-Charentes

22) Chabichou du Poitou:

Leite: cabra

Massa: mole com casca fleurie

Gosto: de suave a pouco pronunciado.

Vinho: vinhos do Haut Poitou.


Provence-Alpes-Côte d’Azur

23) Banon:

Leite: cabras das raças Communes Provençales, Roves e Alpines.

Massa: mole com casca fleurie

Gosto: de suave a pouco pronunciado.

Vinho: brancos e rosés secos da Provence.


Rhône-Alpes

24) Beaufort:

Leite: vacas das raças Abondance e Tarine.

Massa: prensada cozida

Gosto: de pronunciado a muito pronunciado.

Vinho: brancos e tintos frutados da região.

Um dos queijos usados em fondue.


25) Reblochon:

Leite: vacas das raças Abondance, Montbéliarde e Tarine.

Massa: prensada não cozida

Gosto: de pouco pronunciado a pronunciado.

Vinho: brancos e tintos frutados da região.

Queijo usado na famosa tartiflette.


Quantas delícias! Quais desses queijos você já experimentou? Escreva em francês aqui nos comentários!


Bisous,


Elisa

Porte D’entrée

Passo1:

Não enviaremos SPAM. Ao clicar em CONTINUAR, você aceita os termos de uso.