Biquinho no francês: um charme ou uma necessidade?
O que você acha sobre o biquinho francês: um charme ou uma necessidade?

Salut, Je le peux, Tu, Lu, Dessus, Bu…

Sur, lune, dur, tu…

Você acha engraçado ou até sexy a forma como temos que pronunciar certas palavras no francês que tenham as vogais “e” e “u”? De imediato pode até soar estranho esse som com uma entonação que vem do fundo da garganta e termina na ponta dos lábios, mas o grande segredo para conquistar a fala correta no francês é exercitar a boca.

 

Antigamente, as pessoas achavam que para fazer um biquinho correto era preciso coisas criativas e até absurdas para essa proeza dar certo. Os mais ousados tentavam desde passar batom vermelho na ponta dos lábios para deixá-los pequenininhos, tratamento de choque, prendedor por todos os lados e até lamber gelo para a pele ficar amortecida. Brincadeiras à parte, as pessoas cismam com o biquinho do francês!

 

O francês é a língua oficial de um grande número de países e calcula-se que mais de 300 milhões de habitantes falam o idioma no mundo. Então, com o tempo, a forma de se expressar foi se delineando e sendo influenciada através de aspectos geográficos, culturais e históricos. Peça para um francês dizer “a”, “e”, “i”, “o”, “u” que logo você vai notar a diferença dos sons como o do famoso biquinho, independente da região de onde é falado, se tem um sotaque ou não.

 

Libere o biquinho! Você vai trabalhar os músculos do rosto que pouco usamos quando falamos português, mas depois se acostuma com a sonoridade e melhora a pronúncia, mas não precisa exagerar. Veja o vídeo abaixo que preparei sobre o uso do biquinho.

 

Au revoir!

Elisa

Porte D’entrée

Passo1:

Não enviaremos SPAM. Ao clicar em CONTINUAR, você aceita os termos de uso.